Entrevista:Fernanda Mello

21 ago

Pessoal,hoje eu estou morrendo de felicidades,vim inaugurar uma nova categoria no blog.Pensei  em inaugurarmos uma categoria de entrevistas,mandei um e-mail para nossa entrevistada e cruzei os dedos para que tudo desse certo,e agora estou aqui publicando a entrevista de ninguém menos que Fernanda Mello.

Sempre amei os textos da minha conterrânea,agora é hora de compartilhar com vocês um pouquinho da história e dos pensamentos dela.

Fernanda Mello é escritora,publicitária,compositora, blogueira ,autora do livro Princesa de Rua e ainda por cima mulher.

Nome: Fernanda Mello

Data de nascimento: Canceriana, de 23 de junho

Quando você decidiu que escritora?

 No primário, quando comecei a entrar em concursos de redação. Descobri que escrever era uma terapia.

Quando você descobriu que seria uma compositora?

 Foi bem por acaso, minha primeira letra gravada foi apenas uma carta-desabafo (“O que eu também não entendo“, da banda Jota Quest).

Qualquer leitora sua percebe que você tem uma paixão pela vida,pelos amores,pelos seus gatos,pela escrita…de onde vem tanta paixão?

Eu sou apaixonada pela vida. Sou muito grata por estar aqui, por poder escrever, pela minha família e amigos. Eles são o meu combustível.

Onde você busca inspiração?

 No amor, na dor, na desilusão, nas vitórias. Os sentimentos extremos me inspiram muito.

Toda vez leio algum texto seu me lembro daquele trecho da musica Rosas,da Ana Carolina

“Porque eu sou feita pro amor
Da cabeça aos pés
E não faço outra coisa
Do que me doar
Se causei alguma dor
Não foi por querer
Nunca tive a intenção
De te machucar…”

Você acha que a descrição se encaixa?

 Acho que sim. O amor me move. Sou toda sentimentos. (Sou canceriana né?). E eu me entrego. Seja pra uma pessoa, um projeto, uma emoção. Mergulho fundo pra ver o que vai dar.

 

Como é ser uma princesa (prestes a virar rainha) de rua?

 Ser uma princesa de rua é aceitar seus luxos e lixos. Se conhecer. E viver de um jeito mais autêntico.

 Como você se sente ao ver alguém lendo e gostando do seu livro?

Não existe alegria maior pra mim!! E um sonho realizado!

Quais os seus sonhos?

 Escrever um monte de livro. Fazer mais letras de música. Ter um filho. Aprender a tocar bateria. E viajar pra lugares que nunca fui.

Milhões de pessoas já amaram ao som das suas composições,quando você as compos imaginou que poderiam ser tocadas e tivessem repercurssão que tiveram e ainda possuem?

 Nunca imaginei! Outro dia fui ao supermercado e estava tocando “Mais uma vez”, da banda Jota Quest. Fiquei rindo sozinha pra mocinha que estava comprando detergente e cantando a letra… Deve ter me achado uma maluca!

Eu acredito que cada vez menos vivemos em uma atmosfera morna,nos emocionamos menos,nos amamos menos,choramos menos e somos menos felizes. Você não tem medo de se machucar,sendo tão emotiva e se doando tantoas pessoas,a vida,ao mundo ?

 Eu tenho, sim. Depois dos 30 anos, a gente aprende a se doar somente pras coisas que valem a pena realmente. Aí o risco diminui. Mas mesmo assim, existe. Penso da seguinte forma: se a gente não se arriscar, de que adianta viver?

“É preciso amor para poder pulsar…é preciso a chuva para florir”,Almir Satre.Você concorda que dor é necessaria ao ser humano,inclusive na escrita?

 Acho que a dor é parte de todo processo. Não existe ser feliz pra sempre, têm horas que a vida machuca a gente. Mas a dor nos torna mais fortes, mais atentos e, também, nos faz escrever bonito. Cazuza dizia: “tenho loucura por dor-de-corno”. Sofrer por amor nos faz criar textos, letras e melodias incríveis. Mas temos que prestar atenção pra não nos boicotarmos e acostumarmos com a dor em nossas vidas para que a arte seja feita.  Acho que a vida é maior que a arte. Viver bem é a melhor poesia.

Você sente o peso da responsabilidade de ser a porta voz das feminices de nós mulheres?

Sinto uma felicidade imensa. E também uma responsabilidade enorme. As palavras tem um peso muito grande e podem influenciar o humor e a energia das pessoas. Por isso, quando não tenho nada interessante pra escrever, fico na minha.

 Quem lê seus textos,sente um fundo pessoal,amigas,inveja,amores,homens,a inspiração dos seus textos realmente vêm do que você vive?

A inspiração dos meus textos vêm do que eu vivo. Ou do que minhas amigas, vizinhas ou conhecidos experimentam. Acho que o texto fica mais forte e mais verdadeiro assim. 

O que não pode faltar na sua bolsa? Celular, blush, um bloquinho de notas, caneta e tic-tac.

Uma mulher que você admira: Adélia Prado

Um livro … Secreta Mirada, Lya Luft

Um filme … Lost in translation, Sophia Copolla

Uma maquiagem perfeita: base, corretivo, delineador, blush rosa, batom clarinho, curvex e muito rímel!

A roupa perfeita: jeans, camiseta e salto-alto

Uma música: Mais feliz, Bebel Gilberto

Uma frase perfeita: “Qualquer coisa é a casa da poesia”, da Adélia Prado.

Um dia perfeito: Férias na praia, com boas companhias, um caderninho e ideias.

Comida favorita: Sorvete

Um recado para as leitoras: Quem tem bom-humor e autoconhecimento, tem tudo!

Um beijo para todas e obrigada pela oportunidade!

 Fê

 Eu separei um texto mega lindo da Fernanda,que devo confessar é um mantra para mim:

“Perdão pela falta de jeito. Mas, às vezes, perco o jeito com as coisas. O mundo me parece vazio e eu, decididamente, não gosto de vazios. O tempo nos atropela, a vida nos leva sem cerimônia, o trabalho nos cansa e a gente se pergunta, sem questionar: “Por quê?” E a resposta não chega. O motoboy não chega. O amor da sua vida não chega. A gente não se basta. A felicidade não bate à porta, não existe delivery para a sorte. E passamos a vida tentando, querendo, sonhando, esperando, num gerúndio sem fim, sem charme e sem nenhuma certeza no final. Ah, para tudo! Se é pra viver, vamos viver direito. Com conteúdo”

                                                                                                       Fernanda Mello

Fê,muito muito obrigada você é uma fofa!

E ai o que acharam da nossa entrevistada? Nem vou comentar porque sou suspeita para falar!

Beijinhos e um excelente final de semana.

Por: Pri Jardim

Anúncios

5 Respostas to “Entrevista:Fernanda Mello”

  1. fernanda mello 23/08/2010 às 2:48 pm #

    Oi meninas, adorei a entrevista, obrigada pelo carinho, vocês são demais! beijos

    • Cha das tres 23/08/2010 às 9:19 pm #

      Meninas e meninos muito obrigada pelo carinho. Foi muito bom ter vocês aqui! Fê você é uma fofa mtooo obrigada pelo tempinho com a gente!

  2. Mariana 23/08/2010 às 3:23 pm #

    ADOREI a entrevista, mas tb sou suspeita pq sou super fã da Fernanda. É impossivel ler um texto dela e ficar impassivel. É sorrir ou chorar. Emoção na certa.

  3. Caco 23/08/2010 às 4:02 pm #

    Adorei. Lembrando que também os homens são fãs dessa loura!

  4. Nathalia Cal Franco 23/08/2010 às 4:39 pm #

    Ela é sensacional! Adorei… Parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: